Um Duvidoso Recomeço

Niterói começou a flexibilizar as atividades comerciais desde o dia 21, passado. Lentamente vai se adaptando ao “novo normal”. O vizinho São Gonçalo, segunda maior cidade do Estado, estendeu a restrição até o dia 31de maio, domingo. Vai afrouxar as regras de distanciamento social a partir do dia 1º de junho, segunda-feira, mas, poderá recuar caso aconteça inesperado aumento de casos de contaminação do corona vírus.

As atividades liberadas de forma gradual são: lojas de materiais de construção, imobiliárias, salões de beleza, consultórios médicos e escritórios de advocacia.

A prefeitura de São Gonçalo pretende instalar de quiosques nos estacionamentos dos dois principais shoppings da cidade. Os clientes farão compras por meio virtual e irão retirar o produto nos quiosques, em esquema "Drive-thru" (não precisa sair dos carros).

Este município atravessa muitas dificuldades na saúde, e o único hospital de campanha da cidade já teve a sua inauguração adiada várias vezes, e ainda não há data garantida para o início de suas atividades. Este hospital é alvo de investigação, da PF, junto de outros, que também são objeto de suspeitas de mau uso e desvios do dinheiro público, e intencionais e criminosas ações que envolvem pessoal especializado e insumos básicos. Esta prática de “contratar” as tais OS- Organizações Sociais, para administrar aquilo que o Estado deveria fazer, que em tese, elas são organizações sem fins lucrativos. Entretanto, mostram-se grandes equívocos e um repetido gatilho de corrupção, super faturamento, incompetência e perversa desumanidade.

Niterói e Maricá fizeram doações em dinheiro São Gonçalo para ajudar a situação de combate à pandemia; mas, pelo que se vê, é que os esforços não tiveram êxito.

Rua Cônsul Francisco Cruz, 3 - Centro - Niterói/RJ

2019 | Design By Stilo