Toffoli Tão Bonzinho...


Ficou claro que o voto do Dias Toffoli na questão do “COAF” foi um voto oportunista, desde que a maioria dos ministros já tinha decidido liberar que as informações fossem compartilhadas entre as instituições de controle do governo sem a necessidade de autorização da Justiça. Ele seria voto vencido de qualquer forma se votasse como deliberou anteriormente. Na medida em que não havia mais nenhuma chance de reverter a situação (já estava 8 X 2) preferiu mostrar-se a favor do desejo de todos, com um ganho secundário de mostrar-se sem medo desse compartilhamento, “marketeando” a sua insegura posição. A sua decisão anterior de proibir o compartilhamento da informações, com o MP, Receita e Policia Federal, sem a tutela da Justiça, fez parar mais de 900 processos em franco desenvolvimento, incluindo o do senador Flávio Bolsonaro, acusado da prática da “rachadinha”, quando era deputado estadual.

Agora volta tudo como estava. Os processos continuam aceleradamente. Quem está devendo... Vai pagar. Doa a quem doer!

Rua Cônsul Francisco Cruz, 3 - Centro - Niterói/RJ

2019 | Design By Stilo