O SUS Nosso de Cada Dia

O SUS, criado 1988, é sem sombra de dúvidas o maior projeto de uso e administração da saúde pública no mundo. Não conheço outro sistema com uma malha de atendimento público, que através dos postos de saúde, universaliza a medicina social. Às vezes muita gente nem sabe da importância vital desse sistema, e como ele beneficia populações carentes, que sem este atendimento não sobreviveriam. Atualmente o número de postos de saúde no Brasil passa de 44 mil. São a porta de entrada para todo sistema e é o braço avançado nas comunidades mais carentes e distantes.

Esta iniciativa do Governo Federal de decretar “abertura de estudos” para elaboração de parcerias com empresas privadas foi o primeiro alarme da possibilidade de privatização dessas unidades de saúde espalhadas por todo país. Sob o pretexto de melhorias dessas unidades, poria em risco a integridade e funcionalidade desse sistema. Empresa privada só prevê lucros, e esta função social acabaria se extinguindo mais cedo ou mais tarde.

Felizmente após a publicação no D.O. da União, a repercussão foi tão ruim que fez Bolsonaro revogar o decreto. Recuou, o que não significa que a ideia está morta.

O brasileiro precisa vigiar e reagir imediatamente quando surgir qualquer ameaça ao nosso Sistema Único de Saúde. Ele é o maior patrimônio de caráter social que este país possui. Pode até melhorar muito, mas ele deverá ser preservado com o que já representa, e desse ponto não deveremos retroagir nem um milímetro. O SUS é nosso! E é mais importante que o petróleo!