O Desejado 5G

Em 2018, a velocidade média de navegação em celulares foi de 13,2 Mb/s, porém uma estimativa elaborada pela cisco, multinacional de redes, estima que até 2023 essa velocidade chegue a 43,9 Mb/s. É também nesse ano que os usuários de smartphones 5G poderão desfrutar de conexões com velocidade média de 575 Mb/s, algo inimaginável nos dias atuais.

A inovação na transmissão só será possível pela instalação de uma rede de quinta geração. Enquanto o 4G consegue de até 100 Mb/s de internet, o 5G promete atingir 50 vezes mais. E nessa disputa três países despontam como lideres da nova tecnologia em percentual de usuários ativos: China (20,7%), Japão (20,6%) e Reino Unido (19,5%).

É muito importante pensar que em um mercado altamente competitivo, investir em tecnologia é praticamente uma obrigação. Pensando a nível mundial, a Cisco estimou que os pontos de Wi-fi crescerão 13 vezes entre 2020 e 2023, um aumento de 11% de todos os pontos públicos.

Além disso, haverá quase 30 bilhões de dispositivos conectados até 2023, sendo quase metade móveis.

Outros dados (até 2023) são:

· Mais de 70% da população mundial terá conectividade móvel (2G, 3G, 4G ou 5G)

· Serão cerca de 3,5 dispositivos e/ou conexões de rede por pessoa e quase dez por residência

· 55% dos aparelhos serão conectados à internet via Wi-Fi

Na América Latina

· Segundo as projeções, na América Latina haverá 520 milhões de usuários de redes móveis, um aumento de 3% em relação ao ano de 2018.

· Cerca de 50% de todos os dispositivos móveis conectados em rede serão latino-americanos daqui a três anos.

· Em relação à banda larga, estima-se que a velocidade média fixa alcance 59,3 Mb/s

Dito isso e analisando a estimativas de crescimento, o cenários tecnológico mostra-se sem grandes contratempos em meio à crise financeira mundial.

Rua Cônsul Francisco Cruz, 3 - Centro - Niterói/RJ

2019 | Design By Stilo