Estranha Eleição

Em toda minha vida, jamais vi uma campanha para eleições municipais como esta. Certamente os novos fatores de fiscalização e certa descrença popular determinam o comportamento que se vê: marasmo, penúria financeira e um subterrâneo sentimento de beligerância. É a certeza de energia contida e um aparente estado de delírio de uma boa parte dos candidatos a vereança. É certo que temos na disputa muitos novatos, inteiramente desprovidos de conhecimento do processo eleitoral. Tem gente que faz afirmações tão absurdas que parecem brincadeiras. Já ouvi de muitos que ultrapassarão a casa dos cinco mil votos.  Desconhecem a dificuldade da conquista do voto e a traição que impera nas promessas. Para se ter uma ideia, considerando os aproximados 375 mil eleitores de Niterói, divididos por 420 candidatos, se os votos fossem divididos proporcionalmente, cada um teria menos de novecentos votos. Os candidatos que têm mandato, que são mais experientes e articulados (fator de maior possibilidade de conquista de votos), garantirão minimamente algo em torno de dois mil e quinhentos votos cada; e candidaturas daqueles que já tiveram mandatos e buscam o retorno, têm mais ou menos as mesmas condições para atingirem este número médio. Daí parte a disputa.

Rua Cônsul Francisco Cruz, 3 - Centro - Niterói/RJ

2019 | Design By Stilo