Em Mares de Almirantes

A Ordem do Mérito Naval foi criada em 1934 como uma forma de homenagear o desempenho de autoridades militares e civis. “Premiar os militares da Marinha que se tenham distinguido no exercício de sua profissão e, excepcionalmente, corporações militares e instituições civis, nacionais e estrangeiras, suas bandeiras ou estandartes, assim como personalidades civis e militares, brasileiras ou estrangeiras, que houverem prestado relevantes serviços à Marinha”.

O presidente Bolsonaro resolveu incluir no “Quadro Suplementar da Ordem do Mérito Naval”, o ministro da Educação, Abraham Weintraub, Marcelo Henrique Teixeira, ministro do Turismo, o procurador-geral da República, Augusto Aras; além dos deputados Luiz Philippe de Orleans e Bragança (PSL-SP) e Hélio Lopes (PSL-RJ). As condecorações foram publicadas na sexta-feira (29), no Diário Oficial da União.

A pergunta que todos fazem é: não são militares da marinha, e nem se destacaram nesses serviços militares; e não se sabe quais foram os relevantes serviços prestados à Marinha Brasileira. Qual a razão da condecoração? O procurador da República, Augusto Aras, tem sido contestado e acusado por procuradores de blindar o presidente Bolsonaro, O ministro do Turismo está indiciado em inquérito por desvio de finalidade de verba eleitoral, o ministro da Educação está tendo que se explicar na PF por suas desmedidas declarações e os deputados, Orleans e Bragança e Helio Lopes, alvos da investigação das Fakes News. Afinal, em que águas navegam?

Rua Cônsul Francisco Cruz, 3 - Centro - Niterói/RJ

2019 | Design By Stilo