Denúncias Dando Frutos

Na edição passada (230) do Jornal Diz publicamos a queixa de um leitor, referente a continuada e incompreensível prática do Consorcio Oceânico de Niterói (Viação Pendotiba) de obrigar motoristas e cobradores de seus coletivos a preencherem uma espécie de relatório quando um idoso (acima de 65 anos) apresenta a identidade para gozar da prerrogativa do uso da gratuidade no transporte.

Esta prática, além de criar mais uma atribuição para o motorista, que fica impedido de prosseguir viagem, atrasa a todos e constrange o idoso, que fica em pé ao lado do motorista, enquanto escreve, exposto aos olhares de reprovação dos passageiros que pagaram passagem e se sentem prejudicados com o retardamento da viagem. Em outras empresas, como a Araçatuba e Ingá, basta apresentação da identidade, ao despachante ou ao motorista, que de imediato expõe o documento na câmera, e libera a passagem.

O gabinete do vereador Bruno Lessa, ao tomar conhecimento do teor da matéria, ingressou no Ministério Público com uma ação para que se impeça esta prática, que constrange o idoso e penaliza e adoece os motoristas.

Congratulações ao vereador Bruno Lessa e sua equipe. Faz o que prevê as atribuições de um vereador atuante.

Rua Cônsul Francisco Cruz, 3 - Centro - Niterói/RJ

2019 | Design By Stilo