Copas e Hospitais


Fico pensando o que poderá acontecer a empresas pequenas e micros depois dessa pandemia. Como resistir e pagar as contas, se mesmo os grandes vão ter múltiplas dificuldades. Escrevo para vocês para fazer um registro para que no futuro tenhamos a visão do que nos aconteceu e que jamais esqueçamos. Percebo o quanto está sendo irônico, lembrando o fenômeno Ronaldinho, dizendo: “não se faz Copa do Mundo com hospitais”, defendendo a construção de estádios e mais estádios. Hoje, a epidemia nos pegou desprevenidos e nesses mesmos estádios são “construídos” hospitais de campanha para fazer face às nossas necessidades urgentes. Se tivéssemos empregado as milionárias cifras construindo hospitais, talvez muita gente ainda estivesse viva, Que lição este vírus está dando em todos nós. Quanta imprevidência e desespero. Agiganta-se a responsabilidade dos nossos homens públicos, se é que podemos falar em responsabilidade diante de tanta irresponsabilidade.

Rua Cônsul Francisco Cruz, 3 - Centro - Niterói/RJ

2019 | Design By Stilo