Campanha de Vacinação de Hepatite B Para grupos em maior vulnerabilidade de Niterói

Já começou a terceira etapa da campanha para a aplicação da vacina contra a Hepatite B aos grupos em maior vulnerabilidade de Niterói, como os profissionais do sexo, os homoafetivos, o grupo LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais) e os usuários de drogas injetáveis e inaláveis. Os dias da vacinação serão escalonados para cada grupo.

No ano passado, a Assessoria do Programa de DST/AIDS e Hepatites Virais, da Coordenação de Vigilância em Saúde, da Fundação Municipal de Saúde (FMS) iniciou a campanha de vacinação em parcerias com associações desses grupos. É preciso receber três doses da vacina para a pessoa ficar imune a doença.

Na sexta-feira, dia 10, foi a vez dos agentes de saúde estarem no Campo do Mineirinho, no bairro de São Lourenço, das 9 às 16 horas. No dia 14, terça-feira próxima, a vacina será aplicada aos integrantes do Grupo Diversidade Niterói (GDN), de 19 às 22 horas, à Rua Aurelino Leal, sobreloja, Centro. E na quinta-feira, dia 16, antes do início dos festejos de Carnaval, será no Centro de Atenção Psicossocial – Álcool e Drogas (CAPS-AD), das 9 às 14 horas, na Alameda São Boa Ventura, 129, no Fonseca.


Hepatite B

A hepatite B é uma doença infecciosa viral, que pode se desenvolver de forma assintomática e progredir para cirrose hepática e câncer no fígado. A vacina é uma medida de prevenção capaz de eliminar a doença.

O Ministério da Saúde ampliou, em janeiro deste ano, a faixa etária desta vacina para pessoas até 29 anos de idade. Isso se deve a uma das formas de contaminação que pode ocorrer pelo ato sexual e também vertical (de mãe para filho), além de outras formas, como parenteral ou percutânea.

Rua Cônsul Francisco Cruz, 3 - Centro - Niterói/RJ

2019 | Design By Stilo