Brigando no Facebook


Durante esses dias em que ficamos mais presentes nas redes sociais, assisti ao comportamento mais comum em cada uma delas.

Não sou cientista em redes sociais, mas me entendo como bom observador do cotidiano e, como as redes sociais estão aí para todo mundo entrar, opinar e escrever o que quiser, pode-se até afirmar que é como se estivéssemos nas ruas, conversando e vivendo.

Acho que para todos nós temos o direito democrático de escrever o que quiser. Porém, temos que ter a absoluta certeza de que somos democráticos mesmos.

Isso porque você pode escrever o que quiser, mas vai ler o que quiser também.

Encontra-se de tudo nas redes, principalmente, no antigo Facebook.

O Facebook é um lugar para testar o seu espírito democrático porque encontramos gente que vai da ultra-direita à de ultra-esquerda. Portanto, tenha certeza de que você vai ler algo que não concorda.

Leio pessoas que ainda brigam nas redes sociais. Brigas sérias, sem eira nem beira. Leio pessoas chamando os “outros” de imbecil porque pensam politicamente de forma diferente

Esqueceram que a sua palavra não é mais verdadeira do que a de outras que estão na rede.

É um “novo” sistema democrático que o Facebook inseriu no nosso cotidiano.

Portanto, se você não se sente confortável, não está lhe fazendo bem ler essas sandices, essas verdades ou essas mentiras, sinceramente, “não desça para o play”, como se diz.

Ao invés de bloquear aquele amigo ou conhecido que é a favor disso e daquilo, pense bem e se pergunte: o que estou fazendo aqui?

Porque é você que está com problemas em não aceitar a opinião alheia diversa da sua. São problemas que você pode resolver voltando aos tempos em a cultura democrática somente existia quando você visitava uma biblioteca, solitário.

No Facebook, principalmente nele, como se diz popularmente, o pau quebra e há muito tempo.

Sim, por lá encontramos também o pessoal mais agressivo e sem educação. Esses merecem apenas o desprezo porque jamais serão modificados por nós.

Querer bloquear esse ou aquele porque não concorda com o que você mesmo quis ler, não é democrático, sinceramente.

Eu penso que precisamos nos preservar enquanto navegamos no Facebook, verdadeira arena de opiniões. E alguns cuidados são quase essenciais, como sempre ser educado na hora de concordar ou discordar. Tentar não se alongar em discussões sem fim porque, se você pensar direitinho, jamais vai mudar uma pessoa publicamente.

Jamais se aborrecer com os “ultras”, com os “médios” e etc, porque a democracia é assim mesmo e encontramos verdadeiramente a tão badalada diversidade política (que muitos nem conseguem imaginar).

Outra atitude que busco fazer é a que chamo de “a hora do Enter”. Sim, é àquela hora em que escrevemos algo e vem a hora de publicar apertando a famosa tecla Enter... Pergunte a você mesmo se valerá à pena publicar, se você acrescentará algo positivo na vida de alguém com aquele post ou comentário.

Vale pensar algumas vezes.

Portanto, caso a diversidade democrática não lhe faça bem, mude de rede social. Vai para o Whatsapp e não freqüente nenhum grupo. Fique conversando com seus amigos aquilo que só você consegue ouvir. Melhor, né?

Desceu para o play do Facebook? Entre no jogo democrático!

Rua Cônsul Francisco Cruz, 3 - Centro - Niterói/RJ

2019 | Design By Stilo