Abomináveis Perfumes


Não sei acontece em outros supermercados fora da Região Oceânica, mas, por aqui acontece quase sempre. Quando compramos queijos do tipo bola, (ou cuia, como chamam também) em pedaços e embalados em papel filme, tudo parece estar em ordem. Entretanto, ao colocarmos na boca, vem a decepção. Têm gosto de perfume, e de daqueles bem baratos, que só o capeta aguenta!

É simples matar a charada: quem embala os queijos, usa terríveis perfumes baratos. Que cheiraram mal, mas tem um fixador de resistência absurda. Onde cola não solta. Aí, o tal ou a tal embaladora, ou não lava as mãos antes de executar o serviço e não usa luvas. Sugerimos aos gerentes, ou até quem sabe, aos donos de supermercados uma providência de rotina: quem embala produtos de corte deverá obrigatoriamente usar luvas plásticas. Independente de ser a medida higiênica, sem contato físico com os produtos, impedirá os supermercados de perderem clientes. O ideal, é que além das luvas, seja terminantemente proibido o uso de “perfumes” em funcionários.

Fica aqui a sugestão.