A ENEL Deixa a Desejar...

Nós sabemos que a história da privatização da antiga CERJ, que virou AMPLA e depois virou ENEL, tem um histórico muito negativo. Ao contrário das telefônicas, que ao privatizarem melhoraram muito os serviços, as companhias de energia andam para trás. Talvez seja pela ausência de concorrência, pois a LIGT também é uma porcaria. Se as companhias de energia se fossem como as telefônicas, certamente ofereceriam melhores serviços. Em Niterói todo mundo tem medo de vento, de chuva ou de qualquer atropelo. Mínimo que seja. Vai faltar energia.


No Centro da cidade, com a prática do comércio, dos profissionais liberais e serviços, o problema aumenta. A Rua da Conceição é uma piada. Tudo afeta e tudo perde. Choveu, dançou...! Vamos ficar sem luz e força. Sem elevadores, às escuras e por muito tempo. É compreensível que aconteçam acidentes, mas a prestação de socorro nesses casos é muito deficiente. Demora muito, atrapalha a quem trabalha ou busca algum serviço. Falando de Centro, tudo é mais complicado, quando não deveria ser. É muita gente, muito desperdício e prejuízo por conta de uma única concessionária, que nem de longe corresponde às expectativas desta grande população.

É para se pensar... Quando era uma estatal, apesar de tudo, era muito melhor que esta porcaria que aí está. Num país desenvolvido, estas repetidas situações negativas, resultam em perda da concessão. E convenhamos, é muito lucrativo, principalmente com a exclusividade.

Vamos mudar de dono? Talvez assim melhore.